Nodo: crescimento e inclusão social digital

O primeiro painel do domingo foi a da Nodo, que começou com Gustavo Piltcher contando a história da agência, hoje com 45 funcionários e clientes nacionais e internacionais. Ele apresentou depoimentos de clientes e a cultura da empresa de sempre fazer o melhor.

“Se eu fosse dar uma dica seria estimule a cultura do “fazer como se fosse seu” na empresa, isso faz toda a diferença, pois não há como mensurar o valor de entrega ao cliente”, destacou,  falando da importância do relacionamento e pró-atividade: “Saibam não somente executar. Devemos procurar diferenciais e saber dialogar com o cliente”

Gustavo também contou do envolvimento da empresa no projeto Realiza Digital, em parceira com a Idealiza e outras empresas de Pelotas. A equipe da Nodo deu depoimentos sobre como esta sendo a experiência de ensinar o que sabem aos adolescentes do projeto e a experiência de receber esses jovens para trabalhar na agência. Participaram do debate André Vieira (sócio), Isabella Teixeira (comercial), Juliana Nunes (gerente), Vinicius Marques e Vitor Alano (desenvolvedores), todos profissionais da Nodo.

“A Nodo é o exemplo de que um projeto como esse de inclusão social digital já deu certo. Precisamos ter essa inclusão, entrar nas escolas para trazer gente para nossa área. E de um momento como esse aqui no SWP para contar essas histórias”, afirmou Juliana.